Saturday, October 18, 2008

Dependentemente

Eu sou dependente, não vou tentar negar.. estou consciente ... há quem me chame de incompetente, mas não importo aceito humildemente. A realidade é que sou carente... so sabe quem sente.. minha dependencia é de mulher minha gente. Não me interprete mal, ouça pacientemente.. por favor!! seja clemente... e entenda como funciona minha mente... Foi uma benção de Deus vão me abominar os Ateus.

A todas eu amo, adoro e venero cada uma em um momento um carinho eu espero ... não é nada facil tentar agradar .. mas sou paciente e não paro de tentar... Por elas eu sou dominado ... refém pobre coitado.

Mas dessa prisão eu não quero sair... Tranco a cela e a chave vou engolir.. fico por aqui sem deixar de repercutir ... As mulheres da minha vida, a razão do meu existir!!!

7 comments:

o casalqseama* said...

lindo...
me senti honrada!




vc brinca com as palavras.
sou fã!

bjs da fê =D

paula barros said...

Ficou excelente, as cores, as rimas, a idéia, o assumir-se, a declaração. Adorei.

Uma bela prisão. Uma prisão radiante, rodopiante....

abraços

T said...

e quem são elas? existe algumas especiais?
Bjs

vanessa lopes said...

vc é simplesmente fantástico..
adoro demaiss
bju querido, tem selo pra vc...

Poeta Mauro Rocha said...

Que belo e que belo motivo para existir.

Carla said...

belas palavras que quase podiam ser escritas no feminino...como mulher gostei de ler
parabéns
beijos

Raphael Rap said...

Uma bela homenagem tanto à mulher quanto ao desejo humano luxurioso, no sentido bom da palavra...