Thursday, November 13, 2008

Pela metade....................





E então ficamos pela metade.
Perguntando e questionando.
O que nesta nossa vida é verdade
Se passa como o vento.
E acaba quando esta na metade.

E quão pequeno sou eu.
Para ser crente ou ateu.
E tomar o que é meu.
Sendo escriba ou fariseu.

Se tudo é vaidade.
Preciso de identidade?
Se tudo que eu desejo é igualdade.
Mas o mundo não ouve minha vontade

16 comments:

paula barros said...

O mundo, formado de pessoas iguais a nós, mas que nos parece tão diferente, principalmente para os que pensam, refletem, querem ser e fazer diferente, através da essência do ser e não do ter.

Oi, querido Zek, assim li o que você escreveu. Por vezes o leitor foge do sentido que o escritor quis dar.

beijos e bom final de semana.

paula barros said...

Estava olhando a imagem do palhaço chorando e lendo o Vencedor.

Penso que esse é o verdadeiro vencedor, aquele que vive em paz. Se todos pensassem assim, o mundo seria melhor, bem melhor.

beijos

Poeta Mauro Rocha said...

Olhe no espelho e veja a metade do inteiro!!

Ótimo texto!!

Ótimo fim de semana!!

Um abraço!!

Tarciane said...

Mai o mundo nunca vê nossa vontade. A gente que tem que fazer com que elas sejam feitas e façam diferença no mundo, ou em alguém, ou até em nos mesmos. So assim ela será notada.

Bjs!

o casalqseama* said...

verdade, a igualdade é raridade!


rsrs

bom fds.
bjs, fê =D

[ rod ] said...

O que somos será um dia revelado total. Por hora... há metades que simplismente nos completam.


Obrigado amigo por atender ao chamado.


Novo Dogma:
o caminHo secreTo do eXistir...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Vinícius Aguiar said...

Um texto bem singelo mas com grande significância, e acima de tudo muito forte... às vezes questionamo-nos a respeito desses "porquês" que nunca são respondidos, mas que nos são exigidos o tempo inteiro... só o tempo mesmo pra responder cada um deles! Parabéns!

suavesencantos said...

Temos muitos questionamentos no decorrer da vida alguns até são respondidos mas para muitos fica a dúvida.
precisamos de mais igualdade mas isso anda muito difícil ultimamente.

bjs.

suavesencantos said...

obrigada pela visita,

bjs.

Camila said...

E nem as minhas, viu?!

Arrasando como sempre!

Beijos

lili said...
This comment has been removed by the author.
Bandys said...

Que grandiosidade e realidade, nesse teu poema que deixa saudade!

Zek, agradeço sua visita e suas palavras no meu cantinho. Acho que voce foi o unico a entender na integra o que eu senti.

beijos

Allana said...

PRECISAMOS DE IDENTIDADE...

é para se pensar...

Raphael Rap said...

Mas desejar a igualdade já é ter personalidade e consequentemente identidade não? Paradoxal pra mim hehe

Flavia Melissa said...

isso é seu, é?
mais um poeta entre nós.

e a foto é bárbara :)

Juarez Carvalho said...

Bom, o blog é auto-biográfico sim, respondendo à sua pergunta.

E gostei desse poema que você fez, me fez refletir um pouco sobre o que eu tenho passado...

=/