Friday, May 30, 2008

Eu não vivo mais no passado

Eu não vivo mais no passado.
Eu olho para frente e tenho esperança.
Mas a solidão que eu carrego.
Tem o dobro do peso da minha aliança.

Não nos pertencemos, que pesado fardo.
Solidão a dois, que triste rotina.
Cada um para o seu lado.
Pesada e dura sina.

O labirinto do teu corpo que em vão tento percorrer.
Não encontro o caminho escondido.
A procura que não me traz prazer.
Ficou apenas a frustração, de novo como um menino.

Foi tudo em vão, é melhor sermos sinceros.
Os irmãos não se tornaram parceiros.
O fogo se apagou sem ao menos queimar.
São apenas cinzas, o vento vai levar.

Teu paraíso é sua bolha.
Eu sou moleque mal educado.
É minha escolha.
Não vou ser domesticado.

É hora de decidir.
Você me pede aquilo que não quer receber.
Sou mutante, eu sei é meu defeito.
Mas não é pouco o que tinha a oferecer.

Meu corpo, meu coração.
Em troca teus olhos e gestos vãos.
Agora acabou, vou seguir o meu caminho.
Passos largos e apressados, por hora sozinho.

13 comments:

Maria Laura said...

Chega sempre uma hora de partir. De verdade, nada é para sempre.

Etc e tal said...

Tem umtexto que postei no blog,que diz:"sempre juntos,eternamente separados".
As vezes precisamos partir,não pq não amamos, mas pq precisamos no encontrar,as vezes queremos tanto estar ao lado de outra pessoa,achamos que isso nos basta,que seremos complestos,mas isso não é tudo,só seremos completos quando nos conhecermos. Obrigda pelo comentário no blog.

Bjus

Graziele Alencar said...

"Solidão a dois, de dia, faz calor depois faz frio. Você diz "já foi", e eu concordo contigo. Você sai de perto e eu penso em suicídio, mas no fundo eu nem ligo..." (Cazuza)
Beijos e ótimo final de semana!

Aventureiro X said...

Fala grande Zek!
Bem vindo ao blog 20 e poucos anos!
Manero seu comentário.

Esse poema me lembrou o término do meu namoro esses dias... Show de bola.

Pensei em escrever algo mas ficaria meio parecido com a canção "hoje eu tô sozinha" da Ana Carolina.
No fim escutei sertanejo por três dias bebendo e já estou de coração revigorado.. hahahahahaha

Abração mano.

Bom domingão!

Daniel said...

É difícil e assustador o fato de que o amor acabou. Valeu pela visita ao meu blog. Fique a vontade para voltar lá sempre que quiser. Um abraço e boa semana.

http://so-pensando.blogspot.com

Poeta Mauro Rocha said...

A vida é assim e o melhor é saber que existiu um passado para que possamos projetar o futuro neste caminho "onde sempre nos encontramos mas nunca estamos juntos" ( Osvaldo Montenegro).

MAURO ROCHA

Mony said...

Estamos sempre seguindo ...
nunca paramos no tempo..

que alguém não sou acompanhar...
temos mesmo que mudar...

fazendo um visitinha...

beijos

Negâ said...

"Antes só, do que mal acompanhado."
Perfeito... adoru isso aqui.

:D

Beijos

dani cabrera said...

Ei Zek!
Pode ficar a vontade.
E pode voltar sempre que quiser!

Grande beijo!

sinhã, a. said...

Boa. Para a frente é que é o caminho. ;-)

Uma estrela errante said...

Olá,

Gostei de passear nesta torrente de emoções...

beijo meu

singularidade

Kukla said...

Passei por uma decepção amorosa e outra em termos de amizade.
tudo acaba finalmente.
Por sorte!
A vida continua!

fabinhocarvalho said...

Thank You Zek
obrigado mais uma vez por visitar meu blog, que Deus possa abençoar a nossa vida sentimental nos suprindo em tudo oque precisamos
grande abraço